Câmara de João Pessoa cheia de “criminosos”

Bem, se depender das declarações dos vereadores de João Pessoa, nesta terça-feira (31), a Casa está cheia de criminosos.

A decisão da Mesa Diretora, a exemplo do que aconteceu em outros setores do poder público, em decretar ponto facultativo na quinta-feira (2) provocou um grande atrito na CMJP.

Acontece que estava agendado para esta quinta-feira uma audiência pública com a Secretaria de Educação, mas com o ponto facultativo a programação acabou sendo adiada. Isso foi o suficiente para que governistas e oposicionista se classificassem de “criminosos”. Em pauta na audiência estaria a greve dos professores.

Primeiro, o líder da situação, Marco Antônio (PPS), afirmou que Renato Martins (PSB) e Raoni Mendes (PDT) estavam cometendo um crime em incitar os professores a não cumprir a determinação judicial que decretou a ilegalidade da greve da categoria.

Em meio aos gritos dentro do plenário, Renato disse que o líder do governo estava prevaricando, ou seja, Marco Antônio é que era o criminoso.

Comentários

comentários