Lucas pede reembolso de despesas feitas por guardas municipais

O vereador Lucas de Brito (DEM) apresentou, nesta terça-feira (14), um requerimento solicitando o reembolso das despesas efetuadas pelos guardas municipais de João Pessoa para a compra, com seus próprios recursos, de fardamentos e equipamentos de proteção individual (EPI). A matéria foi derrubada pela bancada do prefeito Luciano Cartaxo (PT).
A solicitação atendia uma reivindicação da categoria que ocupou, durante a sessão na Câmara Municipal de João Pessoa, as galerias da Casa para protestar contra a falta de diálogo por parte da gestão municipal. Os guardas municipais estão em greve desde a segunda-feira (13) e pedem melhores condições de trabalho, revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) e reajuste salarial.
O documento seria encaminhado à Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Semusb) uma vez que o material adquirido pelos servidores é essencial ao desempenho da função e à prestação do serviço público. “Foi um pedido justo para ressarcir os guardas que tiraram do próprio bolso para comprar fardamento e equipamentos de proteção individual. A Prefeitura deve pagar por essas despesas”, avalia Lucas.
O vereador lembrou que seu mandato também tem sido voltado para os pleitos da Guarda Municipal, como os reiterados pedidos para a nomeação imediata dos concursados que haviam participado do curso de formação promovido pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) e que passaram meses sem assumir a função.
Do mesmo modo, Lucas criticou os gastos da administração municipal com empenhos feitos às empresas privadas em valores que chegavam a quase R$ 5 milhões. “Esses recursos poderiam ter sido investidos no aparelhamento da Guarda Municipal e na melhoria salarial dos servidores que reclamam até da qualidade das refeições servidas pela gestão petista”, salienta.

Comentários

comentários