Presidente do PMDB Jovem diz que foi agredido por manifestantes na ALPB

Diego Amaranto

O presidente do PMDB Jovem da Paraíba, Dihêgo Amaranto, disse na tarde desta sexta-feira (10), que foi agredido durante os protestos na Assembleia Legislativa.

Amaranto teve o símbolo do PMDB arrancado de sua camisa dentro das galerias na ALPB.

o peemedebista estava defendendo Eduardo Cunha.

Veja nota divulgada pelo PMDB Jovem:

NOTA DE REPÚDIO

A Juventude do PMDB da Paraíba, vem à público, repudiar com vigor, as atitudes de meia-dúzia de baderneiros e anarquistas que invadiram na manhã de hoje a sede da Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba, orquestrados por setores obscuros da má política, impedindo assim que os mais de três milhões e meio de paraibanos, devidamente representados por seus parlamentares, desfrutarem da oportunidade ofertada pela Câmara Federal, de discutir temas e projetos relevantes para o Brasil, como a Reforma Política e o novo Pacto Federativo.

Entendemos que toda manifestação pacífica e ordeira é válida e amparada pela Constituição Federal, no entanto, o que aconteceu na data de hoje destoa completamente a democracia.

Repudiamos ainda o lamentável episódio que fez vítima o Presidente Estadual da Juventude do PMDB da Paraíba, o companheiro Dihêgo Amaranto, sendo o mesmo agredido física e verbalmente por verdadeiros vândalos que não agrediram apenas ao Dihêgo, agrediram o povo da Paraíba, ao tirar-lhes o direito de ter a sua voz ouvida pelo projeto da Câmara Itinerante.

Por último e não menos importante, a Juventude do PMDB da Paraíba se solidariza com o Presidente da Câmara dos Deputados, o Companheiro Eduardo Cunha, afirmando que esse triste episódio não representa o sentimento, tampouco as práticas do povo do estado da Paraíba, gente trabalhadora, ordeira e pacífica.
João Pessoa-PB, 10 de Abril de 2015.

JUVENTUDE DO PMDB DA PARAÍBA

Comentários

comentários