CG sediará seminário sobre a Transposição

A comissão externa que acompanha as obras de transposição do Rio São Francisco aprovou, nesta terça-feira (30), o Requerimento 26/15, de autoria do deputado Rômulo Gouveia (PB), vice-líder do PSD, que pede a realização de seminário no município de Campina Grande.

De acordo com o documento, será exibido e discutido o projeto de integração do Rio São Francisco com as Bacias Hidrográficas do Nordeste e o estágio em que se encontram as obras.

“Essa é a maior obra de infraestrutura hídrica do país e figura entre as 50 maiores construções do mundo. Ao todo, o empreendimento tem extensão de 477 quilômetros organizados em dois eixos de transferência de água, com benefícios diretos a municípios paraibanos. Queremos levar o debate para próximo da população”, disse Gouveia.

O deputado Rômulo Gouveia disse, na audiência pública na comissão externa da Transposição do Rio São Francisco, que a conclusão das obras até o fim de 2016 é a esperança de abastecimento para mais de cem municípios nordestinos que passam por uma das piores crises de água das últimas décadas.

Gouveia voltou a enfatizar sua preocupação com os ribeirinhos e a revitalização das margens do rio. “É claro que existe a preocupação com o término das obras, mas também devemos nos atentar para o impacto ambiental que isso tudo causará.”

Rômulo lembrou que ainda há um desperdício muito grande da água retirada do São Francisco. “Além da utilizada para o consumo humano, temos que pensar em novas tecnologias para a agricultura e pecuária. Não há como falarmos em parques industriais, projetos de irrigação diante desta situação”, sintetizou.

Apesar dos atrasos da obra, o deputado comemorou o anúncio por parte do governo federal de que não haverá mais cortes ou paralisação de construções já em andamento no país.

“A obra da transposição foi preservada mesmo com o contingenciamento dos ministérios. Nós estamos fiscalizando também o pagamento das empresas que tocam as obras. Temos que manter o ritmo e apressar o que for possível”, concluiu.

 

 

Comentários

comentários