Rômulo discute montadora de ônibus e usina eólica para PB

O deputado federal Rômulo Gouveia (PSD) esteve reunido com o secretário Executivo do Ministério da Integração Nacional, Carlos Vieira, nesta quarta-feira (1), em Brasília, para discutir uma série de investimentos que a Paraíba deve receber através da iniciativa privada e de programas de financiamentos federais. O parlamentar também cobrou que o Governo Federal revise a situação de municípios do Estado que ficaram fora do semiárido ocasionando a perda de recursos.

Rômulo discutiu o processo de implantação da montadora de ônibus da Indústria Brasileira de Veículos Automotores (Ibrava), em Campina Grande. A perspectiva é que a fábrica chegue a produzir até três mil coletivos por ano. O projeto está sendo implantado em um terreno de 25 hectares e deve gerar um investimento de R$ 200 milhões na região, R$ 50 milhões apenas na planta da montadora.

Gouveia também discutiu com o secretário o desenvolvimento de uma nova usina eólica na Paraíba. Os dois empreendimentos devém receber financiamentos federais através do Fundo de Desenvolvimento Regional do Nordeste – FDNE , Fundo Constitucionai de Financiamento do Nordeste – FNE e Fundo de Investimento do Nordeste – FINOR.

Rômulo Gouveia ainda pediu a Carlos Vieira que o Governo Federal estude uma solução para que os 22 municípios da região de Guarabira, que ficaram de fora do semiárido e perderam a possibilidade de receber parte dos recursos federais, possam ser beneficiados com outras iniciativas da União. As cidades alvo do apelo são: Alagoa Grande, Alagoa Nova, Alagoinha, Araçagi, Areia, Belém, Borborema, Cuitegi, Duas Estradas, Guarabira, Juarez Távora, Lagoa de Dentro, Massaranduba, Matinhas, Mulungu, Pilões, Pilõezinhos, Pirpirituba, Serra da Raiz, Serra Redonda, Serraria e Sertãozinho.

Comentários

comentários