Líder da oposição afirma que presidente do TJPB tomou uma decisão “amiga da corrupção”

O líder da bancada de oposição na Câmara de João Pessoa, Renato Martins (PSB), não gostou da decisão do presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), desembargador Marcos Cavalcanti, suspendeu, na tarde desta terça-feira (24), liminar do juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública, Marcos Salles, que determinou a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar possíveis irregularidades nas obras de revitalização do Parque Solon de Lucena, a Lagoa. Com a decisão, passa a valer a deliberação do presidente da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), vereador Durval Ferreira (PP), de arquivar o pedido de instalação da CPI por não atender a todos os requisitos para sua instalação.

Renato disse que o desembargador tomou uma decisão “amiga da corrupção”. Ouça:

Écliton Monteiro

Tweet about this on TwitterShare on FacebookEmail this to someonePrint this page

Comentários

comentários