Vereador visita falésias e culpa RC por arquivamento de projeto

O vereador Marcos Vinícius (PSDB) lamentou nesta quarta-feira (29) a decisão da Superintendência do Meio Ambiente da Paraíba (Sudema) que “após 14 meses de inércia” arquivou projeto executivo encaminhado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) para a contenção do processo erosivo da barreira do Cabo Branco. “É uma falta de respeito”, criticou.

Segundo o parlamentar a medida é mais uma demonstração de “descaso do governador com o meio ambiente”. “Quem diz que ele é o maior responsável pela degradação da barreira é o próprio MP”, acusou. “Estou certo que nem a candidata dele, a professora Cida Ramos, concorda com este arquivamento que só visa prejudicar João Pessoa”, desabafou.

De fato, em entrevista recente, o promotor do Meio Ambiente da comarca de João Pessoa, José Farias, culpou o Ricardo Coutinho (PSB) pela aceleração na degradação da barreira do Cabo Branco, no Seixas. As declarações foram dadas em entrevista à CBN. Na conversa, o representante do Ministério Público da Paraíba chama de “vaidade pessoal do gestor” a construção da Estação Ciência, que, segundo ele, seria a maior causa da aceleração da degradação na falésia. “Não existe explicação para um projeto ficar parado por 1 ano e 2 meses na SUDEMA, com uma galeria instalada pelo governo socialista destruindo o orgulho de nossa cidade, que é o Ponto mais oriental das Américas”, disse o vereador.

Marcos ressaltou ainda que o ex-prefeito, Cícero Lucena (PSDB), tentou por diversas vezes fazer intervenções na barreira, mas foi impedido pelo então vereador, Ricardo Coutinho, “que fez diversos movimentos, inclusive com o apoio incompreensível de entidades que defendem o meio ambiente, impedido que a Barreira fosse salva”. “Quando virou prefeito, além de construir a Estação Ciência, condenando a barreira a sua quase que extinção, Ricardo mudou o Zoneamento do Altiplano por decreto e transformou uma área de proteção ambiental em um ‘paraíso dos espigões’”, disse.

Marcos visitou pessoalmente o local e se predispôs a levar uma comitiva de jornalistas ao local para mostrar o “tamanho do estrago”. “Hoje, estive pessoalmente visitando a galeria implantada pela gestão socialista e fiquei impressionado como tudo está sendo destruído com tanta rapidez”, registrou. “É preciso urgentemente que o Poder Público , junto ao Ministério Público Estadual e Federal tomem medidas urgentes para socorrer a Barreira do Cabo Branco”, arrematou o vereador que garantiu que vai procurar estes órgãos para cobrar providências.

 

Assessoria 

Comentários

comentários