PTN emite nota justificando rejeição de nome do PMDB

Veja a nota:

 

O Partido Trabalhista Nacional (PTN) vem a publico esclarecer a real motivação para saída do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), que integrava a chapa de oposição a atual gestão municipal da cidade Bayeux.

Indicado como vice na chapa majoritária, o presidente municipal do PMDB em Bayeux, Coronel Ardnildo Morais, encontra-se inelegível para disputar as eleições municipais em 2016, conforme Lei Complementar nº 135/2010, (Lei da Ficha Limpa), por ter tido suas contas reprovadas nas eleições passadas (2012), integrando a lista de inelegibilidade do TER-PB, sendo este processo tramitado e julgado em segunda instância.

Estas circunstâncias ocasionariam a impugnação da chapa majoritária de Berg Lima (PTN), uma vez que o indicado pelo PMDB encontra-se neste processo. O PTN tem compromisso com a população, com seus filiados e com partidos aliados, e, sobretudo com o projeto de mudança que a cidade carece. Embora, gratos pelo apoio do partido PMDB, o PTN não poderia assumir o risco de desservir uma jornada que vem sendo construída desde 2012.

Comentários

comentários