Romero e Cássio recebem grupo empresarial interessado em investir em CG

A busca de parcerias de natureza público-privada vai permanecer como um dos pilares do desenvolvimento de Campina Grande nesta segunda gestão do prefeito Romero Rodrigues, iniciada em 1º de janeiro. A importância desta política foi demonstrada na manhã desta quarta-feira, 11, quando Romero e o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) receberam, no Complexo Aluízio Campos, a visita do diretor-presidente da empresa GS Inima Brasil, Paulo Roberto de Oliveira.

Durante a reunião de trabalho, o empresário apresentou diversos projetos em áreas como saneamento, meio ambiente e dessalinização. Participaram do encontro os secretários Luiz Alberto Leite (Desenvolvimento Econômico), André Agra (Planejamento) e Geraldo Nobre (Serviços Urbanos e Meio Ambiente).

Assim que chegou ao local da reunião, o empresário Paulo Roberto de Oliveira elogiou o avanço das obras do Complexo Aluízio Campos, reconhecendo sua importância para o desenvolvimento de Campina Grande. Também demonstrou interesse em investir na cidade, mesmo porque o grupo empresarial que representa está presente em vários recantos do mundo e vem expandindo, paulatinamente, as suas ações no Brasil.

Para o senador Cássio Cunha Lima, Campina Grande enfrenta grandes desafios para a superação dos seus problemas e continua a sua marcha rumo ao desenvolvimento, destacando que estará sempre disposto a estreitar laços de entendimento entre os que querem investir na cidade e o Poder Público local. Conforme lembrou, a cidade, mais do que nunca, vem atraindo a atenção de importantes grupos empresariais do Brasil e do exterior.

Por sua vez, o prefeito Romero Rodrigues disse que a gestão atual cumpre o seu papel de receber investidores de âmbito nacional e até internacional, sobretudo porque a cidade vai ganhar, até o inicio de 2018, um dos maiores complexos habitacionais e empresariais do país. Quanto aos projetos que lhe foram apresentados nesta quarta-feira disse que tudo será alvo da análise da sua equipe técnica.

 

Crise hídrica – O prefeito, contudo, lamentou a grave crise hídrica que a cidade enfrenta, mas demonstrou o esforço que vem sendo feito pelo governo municipal para resolver o problema, considerado uma pedra no caminho de novos projetos econômicos para cidade. Segundo ele, o município implantou, por exemplo, nos últimos meses, cerca de 46 poços artesianos, além de tomar outras providências no setor de segurança hídrica.

Diante disto, considera importante a análise cuidadosa de futuros projetos para a cidade até que ações como a transposição das águas do Rio São Francisco sejam finalmente concretizadas. Fez questão, contudo, de manifestar a sua gratidão ao senador Cássio Cunha Lima, parlamentar que se destaca pelo encaminhamento de iniciativas e de propostas voltadas ao crescimento econômico local.

Comentários

comentários