Veja notas do informe deste sábado

Crescimento. Presidente estadual do PMN, Zenedy Bezerra já tem 40 diretórios estalados na Paraíba, mas a meta é chegar aos 100 até o final do ano. Ele afirma que não é candidato, mas tem como objetivo pavimentar apoios à candidatura de Cartaxo.

Eleição na CMJP. A procuradoria da Câmara deve apresentar seu parecer sobre o pedido de anulação eleição da Mesa Diretora, na próxima terça, mas caberá aos vereadores decidir se acatam ou não, já que o parecer é opinativo.

70 milhões para PMJP. O senador Raimundo Lira e o deputado feral Rômulo Gouveia comemoraram a liberação da metade da emenda de bancada que vai ser investida na infraestrutura de João Pessoa, com pavimentação e drenagem.

Sem clima. Boa parte da bancada federal da Paraíba tem evitado falar sobre a nova denuncia de Rodrigo Janot contra Michel Temer, mas contam que apesar do alarde da oposição, a investigação deve ser rejeitada.

Andando. O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, foi até Patos ontem para participar da Olimpíada Paraibana do Samu, correu para João Pessoa para participar da homenagem a José Maranhão e hoje esta em Campina Grande.

Bem inocente. “Eu fui mexer com os poderosos, com os donos do poder, e estou aqui agora. Acho que foi um ato de covardia dele (Jonot). Nós fizemos a maior, a mais importante colaboração da história”, disse Joesley Batista.

 

 

Leia coluna completa no Jornal Correio da Paraíba

Comentários

comentários