47 dias

Política&etc lança contador regressivo para Ricardo, Cartaxo e Romero deixarem o governo

A contagem regressiva que parecia tão longe anda cada vez mais perto. Caso queiram disputar  um mandato legislativo nas eleições de outubro: o governador Ricardo Coutinho (PSB); o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD); e o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), têmmenos de dois meses de mandato.  Acontece que eles devem deixar o comando da administração, abrindo mão dos mandatos, para disputar as eleições até o dia 7 de abril e por isso o Política&etc estreou um contador regressivo que fará diariamente a atualização de quantos dias faltam para que os gestores deixem o cargo. O banner fica no topo da página principal do blog. Clique e veja.

Cotado para disputar uma vaga no Senado, Ricardo nega a possibilidade desde o ano passado. O socialista evita a todo custo a contagem regressiva de seu mandato, e ,assim, estica ao que pode ver sua  administração ser tratada como fim de governo, mas as suas atividades apontam para quem prepara o terreno para deixar a administração. Além de antecipar as atividades do orçamento democrático, Coutinho agenda as suas principais inaugurações, a exemplo do Hospital de Santa Rita, para antes do dia 6 de abril.  Disposta a impor seu candidato entre os governistas, parece que Ricardo não tem confiança para ir entregando o governo a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) que será uma natural candidata a reeleição com a saída de Coutinho do governo.

Já o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, é dado como certo na disputa estadual. Com uma aliança e um compromisso firmado com o vice, Manoel Júnior (MDB), Cartaxo enfrenta o desconforto de ver o partido do vice com a possibilidade real de disputar o governo também. Comandante do MDB na Paraíba, o senador José Maranhão está decidido a disputar, mais uma vez, o Palácio da Redenção, porém não deve contar com o apoio do colega “Mané Jr”. Herdeiro da PMJP com a saída de Cartaxo, Manoel Júnior vai dá o que poder para ver Cartaxo eleito e assim pensar em uma reeleição.  Luciano já vem formando base e conta com apoio de alguns partidos.

No caso do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, a dificuldade é na cozinha de Casa. Uma candidatura do tucano ao governo, praticamente tira a possibilidade da maior liderança de seu partido, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) de disputar uma reeleição, atese já foi levantada pelo próprio Cássio e aponta um apoio a Cartaxo.

Comentários

comentários