Veja o Informe deste sábado: Ganhei tudo aqui e o que fiz?

 

Não foi aqui que nasci, mas não tenho memória de lar fora daqui. Assim como a maioria dos moradores desta cidade, sei que João Pessoa foi muito generosa comigo.

Boa parte dos 800 mil habitantes da Capital paraibana têm uma história semelhante. Chegaram na cidade com grandes sonhos ou são filhos dos sonhadores. Outros tantos, além do lar, encontraram em João Pessoa uma família, um amor, um emprego, um refúgio. E, assim somos, filhos naturais ou adotados, apaixonados por esta cidade.

São 432 anos da terceira cidade mais antiga do país, do nosso lindo litoral, do nosso Centro Histórico e do nosso povo. Como diz a música: “Somos a porta do Sol, deste país tropical. Somos a mata verde, a esperança, somos o Sol do estremo oriental”, mas podíamos ser mais do que isso, então o que será que nos falta?

Que aqueles que moram cuidem daqui, façam com que sejamos mais e que a responsabilidade seja de todos, para que João Pessoa não perca o que já conquistou.

 

Solidariedade. Como a coluna adiantou esta semana, mais um suplente pode chegar a CMJP, desta vez seria Sérgio da Sac. Presidente do Solidariedade em  na Capital, o vereador João Almeida estuda abrir vaga para o colega de partido. A data ainda não esta definida, mas João deve se licenciar por interesse pessoal, sem remuneração, para se dedicar a estruturação do partido. Ele é pré-candidato a deputado estadual.

 

Sobre a emergência. O vereador da Capital Eduardo Carneiro entrou em contato com a coluna para lembrar que em março fez um alerta sobre o risco de morte devido a demora do Samu como abordado ontem no Informe.

Justiça. A partir de setembro, o Tribunal de Justiça da Paraíba vai passar a divulgar a produtividade dos magistrados de todo estado. Agora vai dá para saber o que eles fazem e parar de dizer que o judiciário só tem regalias. A transparência será justa para todos.

Já ganhou duas vezes. Durante entrevista ao radiofônico Correio Debate, o prefeito Luciano Cartaxo não afirmou que é candidato em 2018, mas disse que não haverá problemas para a oposição, afirmando que seu “modelo” já ganhou do “projeto do PSB” em 2012 e 2016.

Caminhos do frio. A programação chegou em Serraria e um dos anfitriões da cidade é Wellington Farias. O radialista que inspirou a difusora que esta funcionando na cidade, deve ver esquentar a política com as visitas que vai receber hoje em casa.

Será? O advogado Felisberto Odilon Córdova acusou o desembargador Eduardo Mattos Gallo Júnior, do RS, de pedir propina no valor de R$ 700 mil em troca de um voto favorável em um processo que envolve mais de R$ 30 mi. Inocente até provarem o contrário.

Se nada mudar. Estamos há exatamente um ano do prazo final das convenções partidárias para as eleições 2018. Falar de alianças hoje, com tanta certeza, pode acabar em frustração, afinal, neste assunto boi voa.

 

Jornal Correio da Paraíba

Comentários

comentários