“Falta uma gestão que trate a Segurança como prioridade”, critica Eitel sobre problemas na PB

Modificar a atual política de Segurança Pública na Paraíba é fundamental
para conquistar resultados mais eficientes, segundo o advogado Eitel
Santiago. O ex-secretário da Pasta falou sobre a fuga em massa na
Penitenciária de Segurança Máxima Doutor Romeu Gonçalves de Abrantes
(PB1), em João Pessoa, e avaliou que o atual modelo falhou por não
conseguir dar respostas satisfatórias à sociedade.

“Falta uma gestão que trate a Segurança como prioridade. A maioria dos
presos passa o dia inteiro sem fazer nada nos presídios. Isso é grave
porque a mente vazia pode produzir coisas terríveis”, constata. Eitel é
candidato à Câmara Federal pelo Progressistas, mas fala com a
experiência de quem já implementou programas para melhorar a segurança
pública.

Um deles foi o Condomínio Cidadão, em João Pessoa, que usa a tecnologia
como auxílio no combate à criminalidade, e que vem funcionando até hoje.
Sobre a situação dos presídios, o advogado lamenta: “Hoje, infelizmente,
o presídio é a escola do crime. Nós queremos mudar isso com Programa
Nacional de Estudo e Trabalho nos Presídios. Quem está cumprindo sua
pena deve pagar pelo que fez, mas pode sair da cadeia um cidadão
melhor”.

Eitel Santiago prega também a aplicação prioritária da justiça
restaurativa de crimes não violentos, com foco na compensação dos danos
causados e indenização à vítima, bem como a utilização de penas
alternativas que contribuam para a ressocialização do apenado.

Comentários

comentários