PMJP contrata mais prestadores de serviço que concursados e professores protestam

Em protesto na Câmara Municipal concursados da educação afirmam que a Prefeitura de João Pessoa contratou mais de 1300 professores como pretador de serviço no período de vigência do concurso.

Eles afirmam que existe mais de 300 vagas remanescentes de professores que não tomaram posse e cerca de 30 pedidos de exoneração homologados entre os professores que assumiram o cargo. Integrantes do protesto afirmam que estas vagas abertas deveriam ser ocupadas pelos professores que fizeram a seleção pública segundo o edital do certame.

Comentários

comentários