Marcus Alves desenvolve pesquisa sobre crime e violência

A violência tem aparecido como uma constante nos últimos anos na cidade de João Pessoa e região metropolitana. Diante do cenário de crescente prática de crime e violência, Marcus Alves, ex-secretário de Comunicação de João Pessoa e professor do curso de Direito do Instituto de Educação Superior da Paraíba (IESP), montou um grupo de pesquisa no esforço de compreender a onda de violência que vem assombrando os cidadãos da capital paraibana.

 

Composto por oito alunos, o grupo está focado no levantamento dos crimes e da violência no período de 2010-2015. Marcus Alves, doutor em sociologia pela Universidade de Brasília (UnB), explicou que os pesquisadores estão  trabalhando para fazer uma tipologia do crime no contexto de João Pessoa, Cabedelo, Santa Rita, Conde e Bayeux. “Estamos, primeiramente, fazendo um levantamento da violência, mas também vamos estudar as respostas, as políticas públicas de segurança, que foram desenvolvidas neste período”, completou.

 

Ele explicou que o grupo  trabalha em três linhas de investigação. A violência no ambiente das escolas, a identificação dos crimes hediondos e a violência contra a mulher. “Nosso interesse é detectar os tipos de crimes, entendo a violência no contexto da estrutura social, que agora vive uma grande crise”, disse Marcus Alves, ao explicar que não podemos compreender a onda de violência atual sem levar em consideração o momento de crise econômica e política das instituições sociais.

 

A pesquisa “Crimes, Desvio e Violência no contexto de João Pessoa” tem uma metodologia que pretende combinar os dados sobre o crime e a violência, com entrevistas a delegados, carcereiros e policiais. Também vai entrevistar grupos de vítimas, criminosos, gestores de políticas públicas e especialistas voltados ao trabalho preventivo, repressivo e de controle da violência. “Estamos trabalhando numa perspectiva de mapear as múltiplas ordens do discurso sobre o crime e a violência, uma problemática extremamente difícil e que precisa de ser compreendida em sua complexidade”, acrescentou o professor Marcus Alves.

 

O grupo de pesquisa foi criado após longa experiência do professor Marcus Alves no ensino de sociologia jurídica e ciência política do curso de Direito do IESP, onde ele vem acumulando material teórico e  documentos em torno da problemática do crime, do desvio e da violência.

 

 

 

Comentários

comentários