VEJA VÍDEOS: Plano de Educação coloca Movimento LGBT contra religiosos em JP

A votação do Plano Municipal de Educação, nesta quarta-feira (17), na Câmara Municipal de João Pessoa, está dividindo opiniões. Representantes de igrejas e do Movimento LGBT tentaram convencer os vereadores com suas teses. O plano estabelece as diretrizes para educação na rede municipal nos próximos dez anos.

O padre Luís Júnior, da Pastoral da Família, disse que a proposta de ensinar as crianças no primário sobre gênero, da forma que o plano aborda, é desnecessária e desconstrói a formação infantil: “A ideologia de gênero tenta desconstruir o conceito de homem e mulher como sendo uma realidade biológica e dizendo que a criança vai decidir se ela é homem ou mulher”. Veja o vídeo:

Já Renan Palmeira, coordenador do Movimento Espírito Lilás, discorda da posição do padre e afirma que o tema tem que ser  abordado a partir das creches.”Nos compreendemos que a escola tem que está pronta para a adversidade, para inclusão”, defendeu. Veja o vídeo:

A maioria dos vereadores da capital decidiu aprovar o plano substituindo a identidade de gênero como defendido pelos religiosos.

Comentários

comentários