João Almeida rebate Benjamin, diz que prioridade é reeleger deputado, mas cobra reciprocidade e autonomia para a disputa estadual

O vereador de João Pessoa, João Almeida (SD), preferiu não acreditar que o presidente estadual do Solidariedade, deputado federal Benjamin Maranhão, tenha sido deselegante ao ponto de lhe desautorizar publicamente a formatar aliança para a disputa de mandatos na Assembleia Legislativa. Para Almeida Benjamin deve ter sido mal interpretado já que o vereador relembra acordo selado com o presidente lhe garantindo autonomia para alianças estaduais.

 

Almeida disse não acreditar que Benjamin tenha sido tão “deselegante” ao ponto de dar uma declaração pública pondo por terra a articulação para pôr o Solidariedade em uma aliança com o Podemos, PSL e PSDC na disputa pelos mandatos na ALPB. O vereador afirmou que a prioridade da legenda será reeleger Benjamin, mas cobrou reciprocidade e autonomia na disputa estadual. “Não acredito que Benjamin tenha sido tão deselegante com um parceiro leal como eu tenho sido por tantos anos, que ajudou a fundar o partido, que correu os quatro cantos da Paraíba colhendo assinaturas para fundar o partido Solidariedade, juntos estamos ajudando a fortalecer o partido na Capital e no estado”, disse João.

 

O vereador ponderou que não vai admitir, ou engolir, autoritarismo dentro do partido que está filiado. “Não condiz com a política interna do partido, motivo pelo qual que saí de outros partidos, onde os destinos dos partidos eram traçados por decisões coronelistas e, a política moderna não aceita mais este tipo de posições coronelistas”, disparou.

 

João Almeida ressaltou que tem como prioridade a reeleição de Benjamin pelo Solidariedade, mas argumentou que este não pode ser o único objetivo da legenda. “A prioridade do Solidariedade é reconduzir o deputado Benjamin à Câmara Federal, essa é a prioridade número um, depois disso é eu, como pré-candidato a deputado estadual pelo partido, construir, com os demais companheiros do partido, os caminhos mais viáveis que facilitem a minha eleição e de outros filiados do partido, seja Solidariedade sozinho, ou dentro de coligações. Na coligação que divulguei com o Solidariedade aliado ao Podemos, PSL, PSDC e outros que estão por vir, por exemplo. Coligação, se prevalecer, sem dúvida nenhuma, será a melhor coligação, sem figuras carimbadas da Assembleia, por isso eu ratifico que o Solidariedade vai sim, se necessário for,  fazer coligações com outros companheiros para proporcionar aos seus filiados melhor condição de disputa”, disse o vereador.

 

Almeida ainda frisou que sua fala é baseada em acordo selado com Benjamim Maranhão. “Relembro que acordo entre eu e o deputado estabelece que, enquanto pré-candidato a deputado estadual, eu tenho autonomia para decidir o melhor caminho para eu e os demais companheiros, sendo condutor do processo para deputado estadual”, concluiu.

Comentários

comentários