CMJP discute situação socioeconômica e política da região metropolitana de João Pessoa

Na tarde desta quinta-feira (25), o Plenário da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) foi o palco de um debate sobre a situação socioeconômica e política dos municípios da região metropolitana de João Pessoa. A vereadora Eliza Virgínia (PP) propôs a audiência pública, que contou com a participação de moradores da cidade de Bayeux, como o professor de História Gabriel Pieron e o diretor da Rádio e TV Canal Livre, Astero Santos.

A vereadora justificou a audiência alegando que tudo que acontece em cidades circunvizinhas afeta a população de modo geral. “A corrupção se alastra pelo Brasil e as cidades sofrem. Políticos de Cabedelo não quiseram a instalação de um shopping na cidade, por ambição pouco republicana, o que negou emprego ao povo de sua cidade. Hoje vamos nos fixar nos problemas da cidade de Bayeux, cuja população está aqui”, defendeu.

O professor Gabriel Pieron fez uma explanação sobre a atual conjuntura política da cidade de Bayeux, destacando denúncias de corrupção envolvendo o Executivo Municipal. “São 56 anos de pura corrupção em Bayeux. Tivemos um prefeito flagrado recebendo suposta propina e outro que foi afastado. Os parlamentares não fazem nada, então tive que recorrer à vereadora de outra cidade para ser ouvido. São diversos problemas na área de saúde, infraestrutura e escola com o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) zero”, disse.

Astero Santos também falou que precisou recorrer a outra cidade para ser ouvido e fez um relato sobre denúncias de corrupção no Executivo Municipal da cidade. “Bayeux está vivendo em um verdadeiro mar de lama. Precisamos que as nossas instituições voltem a ordem”.

Ao final da discussão, a vereadora sugeriu a coleta de provas sobre o suposto crime de corrupção em Bayeux, para então formular um documento a ser encaminhado como denúncia ao Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) e ao Ministério Público do Estado da Paraíba (MP-PB).

Região Metropolitana

A Região Metropolitana de João Pessoa foi criada pela Lei Complementar Estadual 59/2003, sendo composta inicialmente pelos seguintes municípios: Bayeux, Cabedelo, Conde, Cruz do Espírito Santo, João Pessoa, Lucena, Mamanguape, Rio Tinto e Santa Rita. Foi ampliada pela Lei Complementar Estadual 90/2009 que incluiu os municípios de Alhandra, Pitimbu e Caaporã e, posteriormente, pela Lei Complementar Estadual 93/2009, que incluiu o município de Pedras de Fogo. Após a criação da Região Metropolitana do Vale do Mamanguape, em 2013, foi excluído o município de Mamanguape.

Assista à audiência pública na íntegra aqui.

Comentários

comentários