CASO GEO: MP pede ao TJ a prisão do zelador

A Promotoria de Justiça Criminal de João Pessoa ingressou, nesta quarta-feira (13), com recurso no Tribunal de Justiça, em função da segunda negativa ao pedido de prisão preventiva requerido contra o adulto acusado de praticar violência sexual contra criança em uma escola particular de João Pessoa. O pedido foi negado pelo juiz da 1ª Vara Criminal da Capital. A promotora de Justiça Adriana de França, que atua no processo criminal, informou que não vai conceder entrevista sobre o assunto, uma vez que o caso está sob segredo de Justiça por envolver menores de 18 anos de idade.

 

Áudio vazado de reunião com pais de alunos mostra que Geo teria ‘abafado’ abuso sexual e pais demonstram indignação

 

Ministério Público descobre mais uma vítima de abuso sexual no Colégio GEO

 

Advogado de acusados de estupro no GEO diz que exames não confirmaram violência sexual

 

Comentários

comentários